top of page

“Olhe para dentro de si antes de olhar para o outro”

Parece fácil ?!

Ao nos questionarmos, a princípio sim parece ser fácil. Mas o que de fato precisamos olhar para dentro de nós?

A questão implica em um processo de autoconhecimento e que sim, não é fácil!!!

Em resumo, Freud trouxe o pensamento de que quanto mais conhecemos de nossas fraquezas, desejos, acontecimentos do dia, traumas mais adaptados e fortalecidos nos tornamos para lidar com os momentos.

Justamente por não ser um processo tão fácil assim, alguns mecanismos de defesa, fuga, projeções, transferências acabam se fazendo presente, sendo mais confortável eu olhara para o outro gerando muitas vezes uma zona de conforto, dependência emocional, depressão, stress entre outras.

Estar em uma condição não tão favorável para si mesmo, seja física, emocional, pessoal é um sinal de alerta para que busque esse caminho de regresso interno consigo mesmo com respeito e sem julgamentos, acessando seus conteúdos e os tornando conscientes.

O apoio profissional nessa caminhada é essencial, pois os mesmos mecanismos citados acima também acabam se apresentando nesse processo e tomados pela emoção e pelo medo, podem gerar comportamentos sabotadores ou compensatórios consigo mesmo, tendo o profissional a condução para sua percepção e assim acessando seu autoconhecimento.

Só podemos de fato olhar para o outro, quando estamos nos olhando com respeito, amor, carinho e gratidão.


7 visualizações0 comentário

留言


bottom of page